Como diferenciar a fome física da fome emocional?

A conexão entre comida, emoções e comportamento é, em geral, muito forte e complexa. A comida é muitas vezes usada para reduzir ou cessar emoções negativas e prolongar as positivas. Não somos imunes às emoções em nosso jeito de comer - nem devemos!




Algumas pessoas não conseguem diferenciar a sensação de fome de outras sensações corporais.




Situações de comer emocional podem acontecer quando necessidades básicas não estão sendo atendidas como poucas horas de sono, privações alimentares e um alto nível de estresse.


Tentar identificar estas situações tem papel fundamental caso seja uma condição frequente e muitas vezes apoio profissional pode auxiliar.



Ao não conseguir evitar o comer emocional, devemos olhar a experiência como um aprendizado, e não como uma falha.



Texto retirado do Livro Nutrição Comportamental (2º edição)

6 visualizações

©2017-2020 por Tayane Fernandes. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • White Facebook Icon
  • Branco Ícone Google+
  • White Instagram Icon