Como viver mais de 100 anos?


As regiões do mundo com as populações mais longevas, social e fisicamente ativas são chamadas de Blue Zones ou Zonas Azuis.





Qual o diferencial delas?



As cinco regiões - Sardenha, Itália; Okinawa, Japão; Loma Linda, Califórnia; Península de Nicoya, Costa Rica; Icária, Grécia - compartilham estilos de vida em comum que contribuem para sua longevidade, relacionados a estilo de vida e nutrição, conhecidas como Power nine: - Vivem em ambientes que incitam constantemente a movomentar o corpo; - Tem um plano de vida, um propósito. A resposta para o por que acordar de manhã, por exemplo; - Possuem rotinas para se livrar do estresse natural da vida; - Respeitam sinais de fome e saciedade, com última refeição do dia leve e cedo;

- Leguminosas (grupo dos feijões) são a base das refeições, com reduzido ou nenhum consumo de carnes; - Consomem álcool moderadamente e com companhia, em especial, vinho; -‍ Escolhem ou nascem em círculos sociais que apoiam comportamentos saudáveis (comportamentos são contagiantes); - Comunidade baseada na fé, sem importar religião ou crença; - São comprometidos com parceiros de vida, com investimento de tempo e amor.


Vamos criar a nossa zona azul?



A alimentação global é muito diferente, já que o hábito alimentar é constituído por alimentos de cada região. Apesar disso, já existem referências que correlacionam que mesmo com base alimentar diferente, ela compartilha dos mesmos fitoquímicos, que fazem o mesmo papel no organismo. A tabela abaixo correlaciona a alimentação de 2 zonas azuis com a presença do mesmo componente nutricional:



Tomando como exemplo os carotenóides, na dieta mediterranea de Sardenha, na Italia, os alimentos fontes são tomates e folhas verde-escuras, o mesmo componente nutricional na dieta de Okinawa, no Japão, está presente na batata doce e muitas variedades de folhas verde-escuras. Olhando para os alimentos disponíveis no Brasil, poderíamos correlacionar com abóbora, cenoura ou tomate como alimentos fonte de carontenóides.


O importante é entender que não é uma alimentação padrão, mas uma alimentação que considera os alimentos disponíveis de cada região. Se alimentar com ingredientes locais e sazonais.


Seria essa a inspiração necessária para melhorar estilo de vida e nutrição?




Referências:

Livro: Zonais Azuis - A solução para comer e viver como os povos mais saudáveis do planeta de Dan Buettner

Artigo: Acta Physiologica Sinica, 2015, 67(1): 1–18


20 visualizações

©2017-2020 por Tayane Fernandes. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • White Facebook Icon
  • Branco Ícone Google+
  • White Instagram Icon