Rotinas de Inverno

Atualizado: 5 de Set de 2019

O começo do inverno é marcado pelo evento astronômico conhecido por Solstício de Inverno, ou seja, ocorre o afastamento máximo do Sol para o norte, os raios solares não incidem diretamente no Hemisfério Sul, existe uma inclinação e por isso os dias ficam mais frios e longos.


No dia em que ocorre o solstício de inverno, a duração das horas claras é a menor possível e é marcada como a noite mais longa de todo o ano. É claro que de um dia para o outro não ocorrem grandes quedas de temperatura, as estações transitam umas dentro das outras. Não existe botão de “liga” e “desliga” entre elas, estamos falando da natureza e como tudo, é preciso um tempo até o esfriamento e/ ou aquecimento devido a grande quantidade de água presente no planeta Terra, como a água possui grande capacidade térmica, leva um tempo até variar a sua temperatura. No ayurveda as estações do ano são divididas em 6 e o inverno é uma das que se necessita atenção em dois momentos.


O inverno é dividido entre seu início (Hemanta) e seu extremo (Sisira). Nas Regiões Sudeste e Centro-Oeste, o inverno é o período menos chuvoso do ano e aquele com as temperaturas mais amenas. Num primeiro momento, faz frio, o ar é seco e chove pouco, o que acumula dosha vata (ar e éter), conforme chegamos na sua metade e próximo a primavera, isso muda. O ar fica mais úmido e ainda se mantém frio, o que tende a acumular dosha kapha (água e terra). No Brasil, devido a sua grande extensão territorial, existem características muito variadas, sempre é preciso entender cada região pelas suas características específicas.



A atmosfera fria traz bloqueio à dissipação do calor corporal, que, por sua vez, aumenta o nosso poder digestivo e a capacidade de digestão. Assim como o planeta em que vivemos, o nosso corpo é formado em grande parte por água e esse aumento da capacidade e eficiência digestiva é sentido aos poucos. Na ausência de alimentos adequados, este forte fogo digestivo ou agni, persuadido pelo ar, quebra os tecidos do corpo (dathus). Portanto, é aconselhável consumir sabores doces, azedos e salgados que são mais difíceis de serem digeridos e forneceriam o aporte calórico e energético necessários neste momento de grande poder digestivo.


O inverno é um ótimo período para definição corporal, já que a temperatura do corpo aumenta e é impedida de se dispersar pelo frio da atmosfera, ainda pode ser potencializada durante os exercícios, portanto é a melhor de se exercitar, se você busca definição ou emagrecimento! Os textos clássico dizem que este é o período em que o corpo fica mais forte, como se fosse uma preparação para o longo período de inverno e posterior redução da força com a primavera e verão.


Alimentos quentes, substanciosos e oleados são indicados num primeiro momento, ja que fornecem substrato adequado para o aquecimento do corpo e manutenção de sua vitalidade, como caldos, sopas e chás. Além de técnicas da ayurveda de aquecimento do corpo como auto massagem com óleos quentes, como o de gergelim, e swedana, técnica de sudação.

Os alimentos doces que falo não são aqueles que possuem em sua maior composição açúcares e sim carboidratos complexos, como batatas (doce, baroa, inglesa), aipim, inhame, curiosamente estes também são os alimentos abundantes nessa estação. Os salgados não são produtos alimentícios que possuem realçadores de sabor ou muito sódio na sua composição, na forma natural sal ervas e condimentos, fermentados da soja ou outras leguminosas sem glutamatos ou adoçantes; azedos podem ser as frutas da estação, fermentados.


Muitos caem no erro de aumentarem o consumo de picantes, como as pimentas. Independente das estações, devemos consumir os seis sabores, mas no frio, com nosso agni tão potente, se exagerarmos no consumo dos picantes, isso poderá elevar nosso agni (fogo interno) que já está quente, a ponto que gerar uma desarmonia de Pitta e quem sabe pelo excesso de calor gerar Ruksha (secura) e elevar também o Vata que é bem comum nessa época do ano, com pele e extremidades do corpo secas.


Não preciso lembrar que essas orientações precisam ser avaliadas individualmente e que é preciso um acompanhamento de um profissional qualificado para tal. Essas são situações esperadas, mas não podem ser aplicadas a todos.


Aproveitem o Inverno!

11 visualizações